As criaturas não humanas também têm emoções

        Você acredita que criaturas não humanas tenham emoção? Como o seu cachorrinho que você diz sentir saudades da sua presença ou ficar feliz com a sua alegria! É mesmo, as criaturas não humanas também têm emoções. Mas cuidado quando qualificar as emoções do seu bichinho como se fossem as suas.

        Quem diz que seu bichinho sente saudades suas e fica alegre por vê-lo, é você. É que dentre os bichinhos com os quais convivemos, somente nos humanos vinculamos ideias, valores, princípios e juízos as emoções. Os cachorrinhos, não!

        O estado que você chama de saudade e alegria do seu cachorrinho não implica, necessariamente, que o seu bichinho tenha ou possa ter consciência da emoção e do sentimento que estão acontecendo.

        É que um estado de emoção pode ser desencadeado e executado sem ser percebido pelo organismo. Um estado de sentimento também pode ser representado ou imaginado sem ser percebido pelo organismo. E um estado de sentimento pode ser percebido, isto é, é conhecido pelo organismo que está tendo emoção e sentimento.

        Em suma, você precisa estar consciente ou a sua consciência precisa estar presente para que os seus sentimentos tenham influência sobre você.

        “Minha suposição é que, assim como a emoção, a consciência relaciona-se a sobrevivência do indivíduo e que, tal como emoção, a consciência está alicerçada na representação do corpo” (Damásio, 1999).

as-criaturas-nao-humanas-tambem-tem-emocoes

As emoções são parte integrante da regulação do equilíbrio de um organismo e essenciais para a biologia da consciência.

O cérebro conhece mais do que a mente consciente revela.

        Você faz distinção entre emoção e sentimento? Provavelmente, não, pois, na pratica, ou dói ou satisfaz, mais que isso, é puro requinte.

        Porém, Damásio, usa o procedimento cientifico de separar e classificar para tentar compreender a emoção. Como todo soberano divide para governar! Disseca o fenômeno da emoção em partes e propõe que:

        “O termo sentimento fosse reservado para a experiência mental privada de uma emoção, enquanto o termo emoção seria usado para designar o conjunto de reações, muitas delas publicamente observáveis”.

        Na pratica, isso significa que não é possível observar um sentimento em outra pessoa, isto, é, não é possível você dizer o que uma pessoa sente. Embora você afirme enfaticamente que sabe o que alguém está sentindo! O seu namorado (a), por exemplo, você sempre sabe o que ele (a) está sentindo!

        No entanto, é possível você observar um sentimento em si mesmo. Pois, como uma criatura que pode ter consciência daquilo que lhe acontece ou faz, você pode perceber os seus próprios estados emocionais. Apesar de os mecanismos básicos subjacentes à emoção não requererem a consciência para acontecer.

Psicologia de Rebanhos

“O rebanho é os meus pensamentos e os meus pensamentos são todos sensações” (Fernando Pessoa).

        Alguns aspectos das emoções que originam os sentimentos podem ser observáveis por outras pessoas. Portanto, caro amigo e parceiro, aceite, pois dói menos ou nem dói. Pois nem você nem ninguém pode observar os sentimentos que um outro organismo vivencia, nem mesmo o seu esperto cachorrinho.

 Referencias

DAMÁSIO, António. O mistério da consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento de si. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *