As emoções são ações ou movimentos

“A parte pública do processo chamo emoção e a parte privada sentimento”.

 

        “As emoções são ações ou movimentos, muitos deles públicos, que ocorrem no rosto, na voz ou em comportamentos específicos. Alguns comportamentos da emoção não são perceptíveis a olho nu. Mas podem se tornar “visíveis” com sondas cientificas modernas, tais como a determinação de níveis hormonais sanguíneos ou de padrões de ondas eletrofisiológicas.

        Os sentimentos, pelo contrário, são necessariamente invisíveis para o público, como é o caso com todas as outras imagens mentais, escondidas de quem quer que seja exceto do seu devido proprietário,. A propriedade mais privada do organismo em cujo cérebro ocorrem”.

        “As emoções ocorrem no teatro do corpo. Os sentimentos ocorrem no teatro da mente”.

 

As emoções precedem os sentimentos

        Todos os processos, que trazemos desde o nascimento para manter a nossa vida, não existem somente para produzir um estado neutro, equilibrado, a meio caminho entre a vida e a morte. Pelo contrário, a finalidade do esforço homeostático (processo de regulação do equilíbrio fisiológico) é produzir um estado de vida mais satisfatório do que neutro.

        Nós nos utilizamos de diversos processos para a sobrevivência, tais como a regulação metabólica, reflexos, respostas imunológicas, comportamentos de dor e prazer, pulsões e motivações, emoções e sentimentos.

 

        “Os sentimentos são a expressão mental de todos os outros níveis da regulação homeostática”.

 

As emoções dos organismos simples    

        Há provas abundantes de que os organismos simples exibem reações emocionais. Basta pensar no solitário paramécio, um organismo unicelular, todo feito de corpo, nada de cérebro e menos ainda de mente.

        Esse organismo simples está preparado para detectar certos sinais de perigo – variações rápidas de temperatura, vibrações excessivas ou contato com um objeto capaz de romper a sua membrana – e reagir de forma a encontrar rapidamente um local mais calmo, seguro e temperado.

 

As emoções são ações ou movimentos

        E da mesma forma, o paramécio, depois de detectar a presença do tipo de molécula de que necessita para sobreviver, nadara para o local onde houver mais rico pasto.

        Nessa criatura sem cérebro contem já a essência do processo de emoção presente nos seres humanos. A detecção de objetos ou situações que recomendam circunspecção ou evasão, ou, por outro lado, bom acolhimento e aproximação.

        A capacidade de reagir dessa forma não foi ensinada. Não há pedagogia alguma na escola dos paramécios.

        Tudo isso nos mostra como a natureza sempre se preocupou em proporcionar aos organismos vivos os meios para regularem e manterem a vida, automaticamente. Sem que seja necessária qualquer espécie de consciência, raciocínio ou decisão”.

 

Psicologia de Rebanhos

O rebanho é os meus pensamentos e os meus pensamentos são todos sensações (Fernando Pessoa).

        A psicoterapia que prioriza o trabalho com as emoções, primeiro, explora a forma como vivenciamos os nossos movimentos. Posteriormente, compreendemos a maneira como funcionamos no mundo. Essa compreensão potencializa ainda mais as nossas sensações. Assim, nos capacitamos para uma nova maneira de direcionar os nossos comportamentos, atitudes e ações. As emoções são o princípio, o meio e o fim do “como” vivemos a nossa vida.

 

Referências

 

 DAMÁSIO, António. Em busca de Espinosa: prazer e dor na ciência dos sentimentos. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *