Atores, porque agem, e espectadores, porque observam

        Vamos fazer teatro? Você pode estar se perguntando o que o teatro está fazendo aqui num blog que se propôs a falar sobre a psicologia? É que tudo que diz respeito ao humano é de interesse da psicologia. Teatro e psicologia tem tudo a ver. Todos os seres humanos são atores, porque agem, e espectadores, porque observam. Somos todos espect-atores.

        No teatro, nós temos a possibilidade de vermos a nos mesmos em ação. O teatro é a arte de nos vermos vendo. Na psicologia, nós temos a possibilidade de ver nós mesmos em ação. A psicologia é a arte de nos ver nos vendo.

        O teatro nos ajuda a conhecer a nós mesmos e ao nosso tempo. O teatro é uma forma de conhecimento e também um meio de transformação. A psicologia nos ajuda a conhecer a nós mesmos e ao nosso tempo. A psicologia é uma forma de conhecimento e também um meio de transformação.

 

Toda sensação é uma comparação.

        Você pode entender um som porque é capaz de escutar o silencio. Você atua sobre o ambiente e conhece a si mesmo. Você faz teatro e psicologia.

        A música é a mais arcaica das artes. Ela começa quando ainda estamos no útero de nossas mães. A música é uma das formas de organizar o mundo. A psicologia nos ajuda a conhecer o mundo.

        Todas as outras artes são posteriores a música e só aparecem com os outros sentidos. A dança traduz o som em imagem, em movimento, torna o som visível, palpável. A psicologia é uma das outras formas de dar sentido ao mundo.

 

Os atores trabalham os seus corpos para melhor conhece-los e torna-los mais expressivos

        Os espectadores trabalham os seus corpos para melhor conhece-los e torna-los mais expressivos.

        Para que o teatro seja transformador é indispensável permitir que os espect-atores proponham seus temas. Para que a psicologia seja transformadora é indispensável permitir que o próprio interessado proponha os seus temas.

 

O Teatro-imagem tem por objetivo ajudar a pensar com imagens

        No teatro, debatemos um problema sem o uso da palavra, usando apenas o próprio corpo e objetos (posições corporais, expressões fisionômicas, distâncias e proximidades, etc.).

        Tal qual na psicologia, podemos vivenciar as imagens que se apresentam de um problema, sem o uso da palavra, usando apenas o próprio corpo (posições corporais, expressões fisionômicas, distâncias e proximidades, etc.).

        Quando um ator interpreta um ato, ele o faz no lugar do espectador. Quando um espect-ator executa a mesma ação, ele o faz em nome de todas as possibilidades de que é capaz de atuar na sua vida.

 

A emoção prioritária

        No teatro, valorizamos a emoção para que ela possa determinar, livremente, a forma final. É a prioridade do ator de teatro. Valorizamos a emoção, na psicologia, como ponto de partida inicial para que o espect-ator compreenda como ele atua na vida.

        Para que as emoções se expressem livremente através do corpo do ator, ele faz exercícios corporais para desmecanizar os movimentos do seu corpo, muscularmente automatizado e insensível.

        Na psicologia, para que o espect-ator acesse livremente as suas emoções, ele faz exercícios corporais para flexibilizar os movimentos do seu corpo, muscularmente automatizado e rígido.

 

O corpo fica mecanizado pela incessante repetição de gestos e expressões.

        “Cada atividade humana como, andar a pé, é uma operação extremamente complicada, que só é possível porque os sentidos são capazes de selecionar e estruturar.

        Esse processo de estruturação e seleção produzido pelos sentidos leva a mecanização, porque os sentidos selecionam sempre os mesmos estímulos da mesma maneira.

        Para desenvolver sempre os mesmos movimentos, cada pessoa mecaniza o seu corpo para melhor executa-los, privando-se então de possíveis alternativas para cada situação original”.

        O ator faz exercícios para sentir certas emoções e sensações, das quais já se desabituou, para amplificar a sua capacidade de sentir e se expressar.

        Na terapia, o espect-ator experiencia emoções e sensações, compreende como os seus sentidos mecanizaram as suas emoções e sensações, e, assim, se capacita para reorganiza-las como der ou puder ou quiser.

 

Psicologia de Rebanhos

O rebanho é os meus pensamentos

E os meus pensamentos são todos sensações.

(Fernando Pessoa)

 

        A Psicologia pode lhe ajudar compreender e lidar com as suas emoções.

Referencias

BOAL, Augusto. Jogos para atores e não atores. Rio de janeiro. Civilização brasileira, 2012.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *